Coronavírus: origem, sintomas, contágio, precauções e cura

O Coronavírus está a colocar o mundo em alerta. A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou emergência internacional por causa deste vírus, que começou numa cidade na China e que se espalhou pelo mundo. Por este motivo, escrevemos este artigo no blog. Nele vamos contar-te todos os detalhes: a sua origem, sintomas, formas de contágio e os cuidados que deves tomar para te protegeres. 

O que é o Coronavírus?

São muitas as dúvidas e as perguntas que surgem sobre o coronavírus, entre elas, o que é este vírus? Faz parte de uma familia de vírus, que surgiu nos anos 60, a que chamaram Coronavírus. A partir daí, o vírus tem sofrido mutações provocando desde uma simples gripe até pneumonias muito graves.

A forma mais leve desta familia de vírus apresenta-se através de uma gripe comum mas se passar a severa poderá ser letal. Os primeiros casos deste novo tipo de vírus foram anunciados no final do mês de dezembro de 2019 e o seu nome científico é “Coronavírus 2019-nCoV”. A partir desse momento, o número de pessoas infetadas no mundo não para de crescer e já foram contabilizados dezenas de mortos.

A maior parte dos casos, concentram-se no continente asiático. Continua a alastrar-se a cada vez mais países, já existindo casos confirmados na América, Oceanía e na Europa. Em Portugal, até ao momento, ainda não se confirmaram vítimas do coronavírus. 

Qual é a forma de contágio?

Os coronavírus caracterizam-se por uma forma de contágio concreta por vías respiratórias entre animais e humanos. O alarmante deste novo vírus foi o facto de haver evidências científicas de que o Coronavírus 2019-nCoV também se transmite entre humanos. A sua forma de contágio é similar à da gripe, por isso, tem que se ter uma atenção especial ao tossir, espirrar ou falar com pessoas que estejam infetadas.

Sintomas do Coronavírus

Entre os sintomas mais comuns está a febre, cansaço, tosse seca, e em muitos casos, insuficiência respiratória ou pneumonia.

Mas sejamos realistas… Tal como acontece com os vírus da gripe, os sintomas mais graves (e a maior mortalidade) regista-se em particular em idosos e em pessoas com doenças crónicas como diabetes, alguns tipos de cancro ou com doenças pulmonares crónicas.

Como prevenir o Coronavírus

Para te protegeres do coronavírus deves ter em conta estas recomendações:

- Evitar o contacto muito próximo com pessoas afetadas;

- Lavar as mãos com frequência e utilizar desinfetantes com álcool;

- Tapar o nariz quando espirrares ou tossires com um lenço, ou caso não tenhas, com a parte interna do cotovelo;

- Utilizar lenços descartáveis;

- Cozinhar bem a carne e os ovos para evitar o contágio através dos alimentos;

- Fortalece e protege o teu sistema imunitário com suplementos vitamínicos;

- Utiliza máscara para evitar o contágio.

Em caso de contacto com pessoas que apresentam algum sintoma, recomenda-se que uses também máscara. Mas atenção, nem todas as máscaras são indicadas.

As máscaras cirúrgicas não são adequadas para nos protegermos do coronavírus porque a sua atuação é de dentro para fora. Para prevenir a contaminação biológica e a transmissão pelo ar devemos utilizar como medida de precaução uma máscara FFP2.

Se ainda tiveres dúvidas após leres este artigo, podes perguntar-nos ou escrever um comentário no nosso blog.

Até breve.

Post's author

Reme Navarro

Reme Navarro Escrivá

Farmacêutica e Nutricionista. Licenciada em Farmácia pela Universidade de Valência no ano de 2007, Licenciada em Nutrição na mesma universidade em 2009. Dedicada ao mundo da saúde e da farmácia há mais de 15 anos. Entre reunião e reunião em Mifarma, escrevo este blog sobre os temas que considero interessantes para a saúde e o cuidado pessoal.

← Artigo anterior Artigo seguinte →

Deixar uma resposta